Início » Fragilidades e Potencialidades do uso do solo
FRAGILIDADES E POTENCIALIDADES DO USO DO SOLO

Fragilidades e Potencialidades do uso do solo

Fragilidades e Potencialidades do uso do solo

SAEV Ambiental e Prefeitura realizam atividade de educação ambiental com foco em fragilidades e potencialidades do uso do soloFRAGILIDADES E POTENCIALIDADES DO USO DO SOLO

Na manhã de hoje realizamos uma ação de educação ambiental na Área de Preservação Permanente de afluente do córrego do Curtume, localizada na Quadra NE 11 – 12 – 11, no Parque Industrial I, com foco no uso e preservação do solo, suas fragilidades, com visualização e debate sobre processo erosivo pontual existente.

A ação contou com a participação de 22 alunos do 4º ano do CEM Profº. “Maria Martins e Lourenço”, acompanhados pelo professor Djalma, o educador ambiental Abílio Calile, o chefe do Departamento de Meio Ambiente Otaniel Richard Silva e a engenhaira agrônoma da Saev Ambiental Vanda Bazzo.

Na ação abordamos com os alunos as fragilidades e potencialidades do uso do solo, causas e consequências da erosão, conservação e manejo adequado do solo no entorno da área, o papel do reflorestamento no controle de erosão, a importância da preservação de nascentes e córregos para a qualidade e quantidade da água, e importância da mata ciliar nas margens dos córregos.

Segundo Vanda Bazzo precisamos considerar as fragilidades e potencialidades do uso do solo, aplicar práticas sustentáveis que promovam o uso racional, sem degradá-lo, e conscientizar a comunidade sobre a preservação dos recursos naturais, buscando posturas e ações favoráveis ao equilíbrio ambiental. O fato é que as águas pluviais quando muito intensas e/ou mal disciplinadas, destroem!

O chefe do Departamento de Meio Ambiente da Saev Ambiental Otaniel Richard Silva classificou os resultados alcançados com a execução da ação como positivos, uma vez que, certamente, contribuíram para a conscientização dos alunos, onde perceberam a importância do uso racional do solo, da existência de vegetação no entorno e sua interação com o meio ambiente, e com certeza serão multiplicadores de boas práticas voltadas a preservação do meio ambiente e ao bem-estar da população.